Cada década tem a sua própria moda e isso reflete diretamente na personalidade das pessoas da época, do jeito de se vestir, das combinações que eram usadas, dos cortes de cabelos etc. Porém, nada mais marcante nos últimos tempos que os estilos de barba dos anos 70 e 80.

Afinal, essas duas décadas foram marcadas por momentos históricos do cinema e da música, que influenciaram o mundo inteiro com novos estilos, e diversos ídolos barbudos se tornaram referências e modelos de inspiração para uma juventude inteira.

Até hoje, muitos cortes que ainda são moda tiveram suas origens nos anos 70 e 80. Vamos conferir alguns exemplos e conhecer um pouco mais de como era ter barba nessa época? Então, confira abaixo!

Como era a barba dos anos 70 e 80 em relação agora?

Quem é desse tempo deve saber bem que as influências da moda eram ditadas praticamente pelas telas da TV, do cinema, das rádios e dos palcos. Isso é legal, pois, se compararmos aos dias de hoje, vemos como a arte estava diretamente presente nos estilos da época e as inspirações se baseavam em ídolos e personagens que marcaram essas décadas.

Hoje, com toda a facilidade que a internet nos trouxe, fica mais difícil escolher ou definir um único estilo que represente melhor o “corte da década”, já que as influências se multiplicaram e há uma infinidade de opções para se inspirar.

Por isso, os anos 70 e 80 deixaram aquela sensação nostálgica e estilos marcantes, que nem precisam de legendas para identificarmos de qual época eram.

Como a barba dos anos 70 e 80 se relacionava com a moda da época?

Se pararmos para analisar, estamos abordando estilos que vão desde o final de Woodstock até o início da cultura pop. Nesse curto prazo, praticamente tudo ganhou uma nova roupagem, como os estilos musicais, no qual o baixo foi dando espaço à chegada da bateria eletrônica, o cinema e a TV, que ganharam séries e filmes que marcaram gerações.

As roupas que iam de calças boca de sino até camisas com ombreiras, os cortes de cabelos marcados por Black Powers e penteados lambuzados de gel e, claro, as barbas, quase sempre com estilos mais clássicos, bem aparadas e superalinhadas também marcaram época.

Além disso, a moda dos anos 60 e 70 era marcada por itens e acessórios quase que exclusivos da época, como os tênis All-Star, jaquetas de jeans, peças de moletom, lançamentos eletrônicos como o walkman e o toca-fitas, cores chamativas, óculos redondos, entre outros.

Tudo parecia formar um único conjunto e estilo, que representava perfeitamente cada ano daquelas décadas e os cortes de cabelos e de barbas também acompanhavam essa evolução.

Quais barbudos dos anos 70 e 80 serviram de influência?

homens barbudos anos 70 e 80

São muitos! Como destacamos, nessas décadas as barbas estavam presentes nos palcos e nas telas do mundo inteiro e serviram como influência para gerações. Nos anos 70, Jimmy Hendrix já ostentava um belo Black Power, combinado a um cavanhaque mais discreto, enquanto que, por terras tupiniquins, Gilberto Gil apostava no inverso: um Black menor e mais volume na barba.

Nas telas do cinema americano, Al Pacino estrelou no filme Serpico com uma barba perfeita, em total harmonia com o cabelo mais comprido, quase sempre acompanhado por seu Ray-Ban clássico. Tempos depois, foi a época de sucesso de um dos barbudos mais famosos e idolatrados até os dias de hoje: Chuck Norris.

Com a chegada dos anos 80 no Brasil, o rock também começou a fazer a cabeça da juventude e, consequentemente, seus ídolos se tornaram modelos de inspiração. Entre os barbudos famosos, Renato Russo marcou uma geração com letras poéticas e uma barba que o acompanhou até o final de sua vida.

O saudoso e majestoso Kid Vinil também é lembrado pela combinação de um cavanhaque laranja e sua careca, representando perfeitamente a era da cultura pop.

Pelos palcos internacionais, Kurt Cobain, Lemmy Kilmister, Jim Morrison e James Hetfield não fizeram história apenas com seus sucessos. Todos também têm suas imagens lembradas pela presença de barbas e estilos próprios.

Quer mais exemplos para relembrar? Então, confira mais essas listas de famosos brasileiros:

  • Raul Seixas com o seu cavanhaque Maluco Beleza;
  • Humberto Gessinger, que há anos ostenta uma barba e o cabelo comprido à frente da banda Engenheiros do Hawaii;
  • Moraes Moreira, um dos principais personagens dos Novos Baianos, que representou bem a era hippie no Brasil e ostentava barba, bigode e uma bela cabeleira nos anos 70;
  • o inesquecível bigode cheio de Belchior também ficará para a história da música brasileira;
  • as 1001 versões de barba do eterno Zé do Caixão, ícone do cinema nacional dos anos 70 e 80;
  • na Copa de 70, o jogador Junior também se destacou nos campos e no estilo com um pequeno Black Power com barba e bigode.

homens barbudos anos 70 e 80

Pelo exterior tinha mais barbudos nos anos 70 e 80 para relembrar!

  • John Lennon no início dos anos 70 era a representação clássica do rock inglês, com seus óculos redondos, cabelo comprido e uma barba mais cheia;
  • o tenista Bjorn Borg se tornou o número 1 do mundo nas quadras e eternizou seu estilo próprio, quase sempre com uma tiara para prender os cabelos e sua barba loira;
  • Jim Henson, o gênio criador dos Muppets também marcou uma geração inteira e merece todo o destaque entre os barbudos dos anos 70 e 80;
  • Morgan Freeman durante os anos 70 ostentou um Black Power perfeito e um cavanhaque mais fino, quase que uma cópia de Jimmy Hendrix.

Enfim, essas são algumas referências e grandes influenciadores com barba dos anos 70 e 80. É claro que ostentar um volume no rosto sempre será moda e é natural que os cortes se modifiquem ao longo dos anos. Porém, nenhuma outra década foi tão intensa para representar a personalidade e estilo próprio das pessoas como essa e, por isso, ficou tão marcada na nossa história.

Curtiu o post? Quer conferir mais algumas dessas mudanças na moda ao longo do tempo? Então, não deixe de ler também o nosso próximo artigo e veja a evolução das barbas nos anos 2000.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *