Já pensou em cultivar uma barba viking de verdade, ao melhor estilo da série do History Channel? Pois é, a gente sabe que todo barbudo que se preze (incluindo aqueles de coração mole) sempre tem uma queda por um visual mais revoltado, bruto e rústico.

E se você acha que, para isso, é só largar a barba de mão e deixá-la crescer de qualquer maneira, está muito enganado. Neste post, nós vamos provar que, mesmo uma barba viking, por mais “brutamonte” que seja, também requer aquele toque e carinho especial que todo rosto merece. 

Portanto, sem mais delongas, se você quer finalmente cultivar a sua barba viking, sem abrir mão dos cuidados necessários, continue com a gente até o final e tome nota dessas dicas preciosas. Vamos conferir?

Afinal, o que define uma barba viking?

Você já viu um viking sem barba (mesmo nunca tendo conhecido um de verdade)? O fato é que os pelos faciais sempre fizeram parte da história desses guerreiros e, reza uma lenda antiga, se o cara desse algum vacilo ou desistisse de combater o inimigo, automaticamente era expulso do grupo e tinha o rosto raspado como castigo.

Além disso, a barba viking não se limitava apenas a uma função estética para os guerreiros, que precisavam ter aquela cara de mau e bem masculina para botar medo nos outros. Ela também funcionava como uma proteção para o rosto, especialmente para os rigorosos invernos.  

Beleza! Mas existe um padrão único que define uma barba viking? Podemos dizer que sim! A primeira característica é o volume, claro! Nesse caso, tem que ter! Em segundo lugar, o desenho precisa fechar o rosto, ou pelo menos, boa parte dele. E por último, o comprimento dos fios, especialmente na parte de baixo.

Além disso tudo, acreditamos também que o seu visual como um todo ajuda remeter a um estilo viking, como o corte de cabelo usado, os traços do rosto, a roupas e a sua apresentação. Tudo isso dá para trabalhar também! Vamos dar umas dicas logo abaixo.

barba viking atual

Tipos de rostos ideais para uma barba viking

Antes de tudo, saiba que nada disso é uma regra, e qualquer barbudo pode cultivar a sua barba viking. A ideia aqui é apenas mostrar algumas características mais comuns que esses guerreiros tinham, pois, consequentemente, fica mais fácil para quem que tem traços mais semelhantes de ficar mais parecido, entendeu?

Então, podemos separar da seguinte forma:

  • traços perfeitos: rostos mais ovais, arredondados e quadrados;
  • traços aceitáveis: rostos mais triangulares ou muito finos.

Cortes de cabelos mais adequados

Também não se trata de um padrão, ok? Mas sem dúvida alguns cortes de cabelos, digamos, um pouco mais brutos também contribuem bastante no visual viking. Para ajudar, destacamos alguns estilos legais e mais adequados à proposta. Confira!

  • totalmente raspados;
  • raspado na lateral da cabeça;
  • coque;
  • moicanos (para destacar ainda mais, pode-se lançar tranças ou até dreads);
  • cabelo comprido;
  • volumoso e penteado para trás.

Estilos de roupas

Aqui também dá para se trabalhar bem no estilo e pegar algumas influências que remetem ao visual viking, que, por sinal, era igualmente bruto, assim com tudo que é associado a esses guerreiros. Confira algumas ideias abaixo:

  • tecidos mais escuros;
  • jaquetas de couro;
  • casacos de lona ou jeans;
  • roupas de frio sempre combinam mais também;
  • botas ou calçados mais brutos;
  • acessórios como cordões, brincos e piercings;
  • tatuagens.

E como cultivar uma barba viking na prática?

Pronto para pôr a mão na massa? Ou melhor, na barba? Neste tópico, destacamos algumas dicas práticas de como cultivar uma bela barba viking e tentar buscar um visual o mais próximo possível dos antigos guerreiros nórdicos, sem enrolações ou falsas promessas.

Sendo assim, vamos direto ao assunto. Confira a seguir e tome nota!

1. Deixe a barba crescer naturalmente por pelo menos cinco meses

Esse tempo pode variar de barbudo para barbudo, pois diversos fatores podem influenciar, inclusive as questões fisiológicas de cada organismo. Mas de uma forma geral, cinco meses é suficiente para cultivar um bom volume respeitável.

Jogando bem aberto, se a sua barba tem muitas falhas ou até mesmo dificuldade em crescer, indicamos se informar primeiramente sobre os reais motivos disso e buscar alternativas práticas, eficientes e saudáveis para tentar aumentar esse volume.

Durante esse período de “cultivo”, não abra mão dos cuidados e nem deixe a barba crescer de qualquer jeito. Mantenha a higiene em dia com produtos adequados e apare as pontas sempre que necessário, a fim de proporcionar um crescimento mais forte, bonito e uniforme.

2. Molde a barba viking pelas laterais

barba viking peter fre

Se você se basear em exemplos práticos de uma barba viking, como a do ator Peter Franzen ou a do modelo Josh Mario John, vai perceber que o volume principal se concentra do queixo para baixo. Ou seja, as laterais até podem ser volumosas também, mas sempre deixando o foco maior no cavanhaque mais longo.

Para isso, após a barba já ostentar um volume legal (depois dos cinco meses que indicamos acima), busque aparar mais nos lados, a fim de se desenhar uma forma mais triangular.

3. Capriche na alimentação e nos exercícios

Calma! Você não vai, necessariamente, precisar seguir uma dieta de viking para ter uma barba igual a deles. Porém, quase sempre associamos esses guerreiros a muita fartura de comida e a um estilo quase que primitivo de se alimentar, concorda?

Por outro lado, os caras sempre aparecem com corpos bem definidos, além de cabelos e barbas impecáveis. E não é apenas uma imagem criada nos cinemas. De fato, faz todo sentido! Vamos lá! Em primeiro lugar, esses homens viviam num frio rigoroso e, consequentemente, a queima de calorias e a absorção de nutrientes são mais intensas no corpo nessa situação.

Depois, estavam sempre em combates e em movimento, o que é fundamental para a produção de testosterona. Esse hormônio, por sua vez, está ligado diretamente às características masculinas e à saúde dos cabelos e da barba.

Em resumo, isso explica que tanto a prática de exercícios como a alimentação correta são fatores essenciais para a sua aparência e também para cultivar a tão sonhada barba viking.

4. Não abra mão dos cuidados com a barba

Por fim, para quem realmente quer ter uma barba viking e dar aquele merecido destaque ao visual, é bom se empenhar nos cuidados diários com o rosto. Afinal, estamos falando de um volume maior e de fios mais longos.

Sendo assim, em primeiro lugar, separe um espaço na nécessaire para um shampoo de barba (nada de economizar e usar um único produto para o cabelo e barba, hein?). Para complementar esse processo de higiene, inclua na lista também uma pasta esfoliante: além de limpar a pele, ela permite abrir os poros para os fios crescerem mais fortes e saudáveis.

Depois, foque a hidratação contínua com um bom óleo natural e, por último, tenha sempre em mãos o velho e clássico pente de madeira para ajudar a moldar a barba viking, com a ajuda, claro, de um bom balm.

Enfim, essas foram algumas dicas legais para quem sonha em ter uma barba viking de verdade e adotar um visual mais rústico e um tanto quanto “agressivo” no dia a dia. Seguindo esses passos e acertando na escolha dos produtos adequados, é certo que seu rosto ganhará muito mais destaque e, claro, olhares de todos os lados.

Curtiu? Além da barba viking, quer conhecer alguns outros estilos maneiros? Então, confira nosso post seguinte e veja 4 cortes mais avançados para o seu tipo de rosto.

Confira os produtos citados no texto:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *