Uma dúvida muito comum entre os barbudos brasileiros é se há alguma diferença entre balm e condicionador, já que muita gente pode achar que os dois possuem a mesma função: a hidratação. Mas eles são produtos com finalidades bem diferentes, mesmo que os dois ajudem na hidratação.

Para acabar de vez com essa incerteza, este post foi elaborado com o máximo de detalhes, informações úteis e dicas práticas sobre cada um desses cosméticos e suas principais diferenças e ações. Mas já adiantamos que ambos são essenciais no dia a dia e, inclusive, podem completar-se para gerar mais resultados ainda. Tudo isso e muito mais, você verá melhor ao longo do texto.

Portanto, indo direto ao assunto, comece a leitura e não se esqueça de tomar nota das dicas. Vamos lá?

Afinal, o que é o balm para barba?

balm para barba

Para demonstrar melhor a diferença entre balm e condicionador, vamos separar o conceito e a aplicação de cada um desses produtos. Começando pelo Balm – ou, na tradução literal, “bálsamo” –, trata-se de um cosmético já bem difundido no Brasil entre os barbudos.

Basicamente, desde o início do século, quando a barba passou a ser mais valorizada como um fator estético para o homem – e não mais apenas uma “marca” de masculinidade –, diversos cosméticos e cuidados especiais começaram a surgir ao longo dos anos.

Nesse tempo, os diversos óleos naturais já eram velhos conhecidos dos barbudos. Porém, com a evolução da moda dos cabelos “engomados”, passou a surgir também uma necessidade além da hidratação dos fios, mas também a de modelação dos mesmos. E assim inventaram todos os tipos de cosméticos imagináveis para este fim, como ceras, modeladores, laquês e o famoso gel, quase sempre carregados de muita química e com resultados um tanto quanto artificiais – para não dizer “plastificados”.

Com todos esses fatores acumulando-se ao longo dos anos, viu-se a necessidade de se criar um único cosmético mais eficiente e menos impactante para a saúde da barba, que pudesse, ao mesmo tempo, unir o poder da hidratação e conseguir uma modelagem mais natural e saudável. Finalmente, chegamos ao atual balm!

Sendo assim, podemos dizer que o balm de barba tem as seguintes funções práticas:

  • modelagem natural, sem o aspecto de pelo “duro” e fixo, permitindo que a barba fique mais maleável;
  • ganho de volume aparente, ou seja, o balm não faz a barba crescer ou nascer onde não tem, mas dá uma aparência mais cheia e saudável;
  • hidratação leve, mesmo após o banho;
  • ação antioxidante, o que evita vermelhidões e irritações na pele.

O que é o condicionador para barba?

condicionador para barba

O condicionador é um cosmético bem mais antigo do que o balm e, portanto, já é de conhecimento geral das pessoas. No entanto, quando falamos especificamente de condicionadores para barbas, pode haver muita gente que não fazia ideia de que pudesse existir tal cosmético. Mas ele existe e, inclusive, faz toda a diferença na vida dos barbudos.

Estima-se que os primeiros condicionadores surgiram na década de 30 de uma forma bem rústica e quase que caseira, mas com um único propósito: o de garantir a hidratação e o desembaraço dos fios. Muito se afirma que este papel era feito, naturalmente, pelo sebo do couro cabeludo, mas, com a popularização do uso de shampoos da época, foi preciso criar receitas próprias. E, assim, nasceram os primeiros cosméticos para esse fim, que obviamente foram evoluindo até os condicionadores modernos.

Porém, o cosmético específico para barba não é tão antigo assim, e sua criação data das décadas mais recentes. Entretanto, o papel do condicionador de barba é basicamente o mesmo: de hidratação, desembaraço e maciez, com a diferença que os ingredientes e sua composição são elaborados para atender às especificidades da pele e dos pelos faciais. Portanto, vale ressaltar que, além da diferença do balm e condicionador, há também uma distinção entre o cosmético para barba e para o cabelo.

Entre as principais funções práticas do condicionador para barba, destacamos:

  • hidratação profunda e logo após a lavagem dos fios;
  • desembaraço dos fios, incluindo até os mais “revoltados”;
  • maciez constante;
  • selamento dos fios, o que proporciona mais brilho e saúde;
  • ação antioxidante.

O balm substitui o condicionador, ou vice-versa?

Definitivamente, não! Aliás, o uso em conjunto de ambos os cosméticos pode agregar ainda mais saúde e beleza à sua barba. Como vimos ao longo do artigo, há bastante diferença entre a finalidade dos produtos.

De uma forma geral, você vai usar o condicionador dentro do mesmo processo de higienização da barba – ou seja, ainda durante o banho e logo após a aplicação do shampoo. Já o balm entra na etapa seguinte – a de “preparação” da barba. Isso quer dizer que o cosmético é utilizado já fora da ducha e com os fios secos. Para alinhar os fios.

Por fim, o uso conjunto dos dois produtos, balm e condicionador, vai permitir uma hidratação ainda mais completa e, consequentemente, com resultados muito superiores, como aumento do brilho, pelos mais macios, uma modelagem mais bonita e natural e menos fios embolados, quebradiços e revoltados. Como de costume, vale sempre ressaltar a importância de se prezar pela qualidade dos itens e pelas boas práticas diárias com a barba para ter retornos mais positivos!

Curtiu? Quer saber onde encontrar balm e condicionador de barba da mais alta qualidade, além de outros inúmeros cosméticos e acessórios específicos?

Então, corre lá no catálogo do Barba Brava e aproveite toda essa variedade!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *